Sinop Energia obtém waiver junto aos Debenturistas em Assembleia

Data de entrada em operação da UHE Sinop ficou postergado para até 31 de maio de 2019

Em Assembleia Geral de Debenturistas realizada em 15 de janeiro de 2019, os investidores detentores da 2ª emissão da Companhia Energética Sinop S.A. (“Sinop Energia”), representando 83,2% das debentures em circulação, aprovaram, por unanimidade dos debenturistas presentes, o pedido de waiver pleiteado pela Companhia para postergar a data limite de entrada em operação comercial de janeiro de 2019 para 31 de maio de 2019.

Em contrapartida à concessão do waiver pelos debenturistas, os acionistas da Companhia assumiram o compromisso de realizar aportes mensais no período entre janeiro e maio de 2019 totalizando R$181 milhões e, ainda, a Sinop Energia realizará o pagamento aos debenturistas de um waiver Fee de 0,1% sobre o valor nominal de cada debenture em 31 de janeiro de 2019.

A concessão do waiver representou a culminação de um processo de prestação de informações aos investidores sobre o atraso da entrada em operação que se iniciou em 22 de novembro de 2018. Naquela época, a Administração da Companhia informou ao mercado financeiro por meio de Fato Relevante, da impossibilidade de cumprir com a data de entrada em operação em função de a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso não haver concedido à Companhia a Licença de Operação, devidamente solicitada pela Companhia em 18 de janeiro de 2018. Lembramos que, conforme mencionado no Fato Relevante de 22 de novembro de 2018, a Companhia está capacitada tecnicamente, desde 01 de outubro de 2018, para iniciar o enchimento do reservatório, etapa que precede a geração de energia elétrica.

Em reuniões realizadas em São Paulo capital, com a participação de debenturistas, os assessores jurídicos da Companhia e a Administração da Sinop Energia, em 05 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, a Companhia prestou esclarecimentos sobre o status do projeto e esclareceu dúvidas em geral, contribuindo para a transparência da governança corporativa e a aderência ao principio de divulgação simultânea de comunicados corporativos ao mercado financeiro. Por fim, a Companhia reiterara seu compromisso de manter os acionistas e o mercado financeiro em geral informados acerca do andamento da obtenção da Licença de Operação e de qualquer outro assunto de interesse.

imgCapctha