Sinop Energia obtém anuência dos Debenturistas em Assembleia de 30 de maio de 2019

Data de entrada em operação da UHE Sinop ficou postergado para fins contratuais junto aos seus credores

Em Assembleia Geral de Debenturistas realizada em 30 de maio de 2019, os investidores detentores da 2ª emissão da Companhia Energética Sinop S.A. (“Sinop Energia”), representando 86,7% das debentures em circulação, aprovaram, por unanimidade dos debenturistas presentes, o pedido de anuência pleiteado pela Companhia para postergar a data limite contratual de entrada em operação comercial para até 01 de dezembro de 2019.

Em contrapartida à concessão da referida anuência  pelos debenturistas, os acionistas da Companhia assumiram o compromisso de realizar os aportes necessários para financiar o empreendimento até a entrada em operação comercial e, ainda, a Sinop Energia realizará o pagamento aos debenturistas de um Waiver Fee de 0,1% sobre o valor nominal de cada debenture em 14 de junho de 2019.

O novo prazo de entrada em operação comercial representa a data limite para fins de condições contratuais junto aos debenturistas e não reflete, necessariamente, o cronograma físico de entrada em operação comercial, atualmente sob revisão pela diretoria da Companhia, objetivando ações que possam antecipar, com segurança, o prazo para o início da geração de energia renovável.

A geração de energia elétrica pela Usina Hidroelétrica Sinop (UHE Sinop) atenderá o consumo de 1,6 milhão de pessoas, equivalente a 50% da população do estado do Mato Grosso. A construção da UHE Sinop representa uma importante contribuição para atender ao crescente consumo de energia elétrica no Brasil.

A Sinop Energia reiterara seu compromisso de manter os acionistas e o mercado financeiro em geral informados acerca do prazo estimado para a entrada em operação comercial da Usina Hidroelétrica Sinop e de qualquer outro assunto de interesse.

imgCapctha